Notícias
7 de janeiro de 2021

Proibição de consumo de bebidas, fiscalização rigorosa e diálogo por vacina: Prefeitura de Itabirito na luta contra a Covid-19


Reafirmando o compromisso de combater a Covid-19, a Prefeitura de Itabirito intensificou a mobilização para garantir o cumprimento das medidas de saúde e da legislação relacionada ao enfrentamento da pandemia.

Recentemente, o Comitê Extraordinário Covid-19, liderado pelo Governo do Estado, anunciou a regressão da região Centro, na qual estão localizadas cidades como Itabirito e Ouro Preto, para a onda vermelha do Plano Minas Consciente, permitindo apenas o funcionamento dos serviços considerados essenciais.

Nessa quarta-feira, dia 6 de janeiro, as gestões de Itabirito, Ouro Preto, Mariana e Ouro Branco anunciaram a implantação de um comitê intermunicipal de combate à Covid-19. “Se Itabirito faz o seu papel e as demais cidades não fazem ou vice-versa, nada adianta. Reunimos os prefeitos para que a gente tenha o mesmo conceito de trabalho e avancemos o mais rápido possível à onda amarela e, depois, para a onda verde”, destaca o prefeito Orlando Caldeira.

Afastamento social e fiscalização mais rigorosa

Diante do novo fechamento dos estabelecimentos não-essenciais e à proibição de consumo de bebidas alcoólicas em bares, restaurantes e lanchonetes da cidade, o prefeito ressalta a necessidade de adoção de medidas como higienização frequente das mãos e uso obrigatório de máscara, além do afastamento social, especialmente por parte dos idosos, faixa etária mais suscetível ao vírus.

Com altas taxas de ocupação de leitos destinados ao tratamento da Covid, Orlando Caldeira também garante uma fiscalização mais contundente. “Nossos fiscais estarão nas ruas orientando, mas também com postura mais firme em relação àqueles que estão desobedecendo os decretos”.

Recebimento de seringas e diálogo por vacinas

Em meio à expectativa pela vacinação, o prefeito traçou um panorama do diálogo junto às instâncias estaduais e federais. “Nós fizemos uma carta de intenção ao Instituto Butantan para que possamos realizar a aquisição. Eles nos responderam positivamente. Mas o Ministério da Saúde, por meio do SUS, tem preferência. O governo federal sinalizou que as vacinas já devem começar a ser distribuídas aos municípios a partir do fim de janeiro. O governo do Estado já está distribuindo as seringas, e estamos recebendo, de forma que já estamos preparados para fazer a vacinação. Tomara que a vacina venha logo”.

Cadastre e recebe as novidades

Assine a nossa newsletter
Top