Itabirito Folia 2024: Bloco Zé Pereira, bonecões, bandão e seresta animam primeira noite de Carnaval no Centro Histórico

Itabirito Folia 2024: Bloco Zé Pereira, bonecões, bandão e seresta animam primeira noite de Carnaval no Centro Histórico

As ladeiras do Centro Histórico foram coloridas pelos adereços dos foliões que curtiram a primeira noite de programação do Itabirito Folia 2024, nessa quarta-feira, dia 7 de fevereiro. O silêncio típico das ladeiras abriu espaço para os batuques dos instrumentos do bloco Zé Pereira, acompanhado dos bonecos gigantes, do Bandão e do grupo de teatro Komboio. Para finalizar a noite de folia, show com o grupo de seresta Descendo a Ladeira, no palco instalado na Praça Dom Silvério. 

A tradicional concentração dos integrantes do Zé Pereira e das pessoas que dão vida aos bonecões, na Ponte da Açucena, emocionou a vizinhança. “Ver o Zé Pereira nas ruas é um momento que eu espero o ano inteiro. Ainda moça eu presenciava a concentração do bloco aqui na Ponte da Açucena. Agora vejo meus netos e bisnetos presenciarem esse momento, aproveitando, dançando, curtindo a folia”, relembrou Maria de Lurdes Carmo, de 88 anos. 

Tradições reavivadas 

Harmonia e tradição se fundem ainda na concentração do bloco Zé Pereira e dos bonecões. Os instrumentos ditam o ritmo que relembra as tradicionais marchinhas carnavalescas e embala os foliões rumo às ladeiras históricas. 

A cada ano é uma emoção diferente. É um fomento da tradição, do Carnaval de marchinhas que proporciona a preservação da memória cultural. O Zé Pereira é uma dessas tradições, um movimento que representa gerações em Itabirito há 80 anos”, relatou o maestro e diretor artístico do bloco, Flávio Bastos. 

Após subir e descer ladeiras do Centro Histórico em meio a centenários casarões, os foliões caracterizados com colares coloridos e muita purpurina foram recebidos na Praça Dom Silvério pelo grupo de seresta Descendo a Ladeira. Aliando marchinhas e MPB, o grupo animou o público que ocupou cada canto da Praça. 

Em apresentação com direito a feat com o bloco Zé Pereira, a seresta Descendo a Ladeira colocou crianças, jovens e idosos para dançar. “Trabalhamos o fomento às lembranças dos tradicionais bailes de Carnaval, muitas vezes presentes na memória das pessoas idosas e que podem ser revividos pelas atuais gerações”, acrescentou Flávio Bastos, também maestro do grupo. 

Público aprova folia 

O primeiro dia de folia abriu alas para a sequência da programação de Carnaval, que promete muita animação, diversão e um colorido típico. As atrações e toda a alegria dos foliões foram aprovadas pelo público. 

“Adoro o Carnaval. Estava tudo lindo. É certeza de muita animação, diversão e uma festa na qual as crianças, famílias, jovens e idosos brincam com tranquilidade. Os próximos dias prometem”, declarou Valdir Rosário, de 77 anos. 

 Sentimento compartilhado pela bailarina belorizontina Rosi Graziele Coutinho, que pela primeira vez sentiu a emoção da folia itabiritense ao se apresentar à frente do bloco Zé Pereira. “É maravilhoso sentir o Carnaval no interior. Itabirito é de uma cultura muito rica. Participar do Carnaval pelas ladeiras históricas foi gratificante e, com certeza, estarei aqui nos próximos anos”, declarou.